Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cá em casa, se o mobiliário falasse, era como uma Torre de Babel. Cada peça vem de um sítio diferente e temos como lema que "a História faz a alma da casa", mas nem sempre é fácil combinar peças. Quando eu e o J. fomos viver juntos cada um tinha já a sua casa, por isso, a fusão dos estilos no nosso lar conjunto era inevitável. O maior desafio foi consegui-lo de forma harmoniosa, até porque a casa do J. mais parecia um museu e a minha um cenário de exposição do Ikea.
Tudo na minha casa era branco, na maioria peças compradas de próposito para ocuparem um lugar específico só alguns elementos (como almofadas) para dar cor. Na casa do J., não. O sofá foi achado no lixo, as cadeiras foram todas herdadas, a coleção de máquinas fotográficas todas de mil-novecentos-e-troca-o-passo e em quantidades industriais.

MAQ_FOTO.jpg

Optámos por misturar tudo, reinventar algumas peças (sobretudo as cadeiras forradas com novos tecidos), pôr de lado outras - muito mais das minhas peças brancas do que eu desejaria - e restaurar outras tantas.

sala_conjunto.jpg

quarto.jpg

sapo.jpgNo entanto, questiono-me sempre se tivesse um budget interminável e uma casa nova para decorar, como o faria.

T

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



por TERESA SERRANO - este é um blog de experiências do dia-a-dia com um toque de sarcasmo e ilustrado por uma designer que " Quando-for-grande-quer-ser-ilustradora".

Tradução/Translate


Pesquisar

  Pesquisar no Blog